Ibovespa de olho nas negociações da zona do Euro

Essa semana o Índice Ibovespa começou em queda, registrando logo na 2ª feira 53.015 pontos, passando por uma recuperação no pregão seguinte de alta marcando máxima de 53.982 pontos. Para essa 4ª feira dia 17 o índice aguarda os momentos de negociação da Grécia junto a seus credores na zona do euro, criando um impasse para a economia.

Também é verificado o aguardo na votações para o ajuste fiscal ainda nessa 4ª feira, onde se prioriza medidas administrativas do governo frente as tomadas de decisões no controle dos índices inflacionários. Nesse cenário de incertezas, o índice registra até o momento 53.114 pontos  às 14:07 horário de Brasília resultado um percentual de queda de –1,04%.

Verificamos os papéis do setor de telefonia em alta, sendo TIMP3, registrando alta de +4,0% no pregão cotada a R$10,03. A alta expressiva do papel durante o pregão é explicada devido a aquisição da Vivendi sobre a Telecom Italia, empresa responsável pela TIM, tornando-se a maior investidora do ativo após a venda da GVT no último mês.

Com a VALE3 cotada a R$19,42(-1,42%) e VALE5(-1,41%) a R$16,79 verifica-se para o setor momento de quedas no desempenho dos papéis para os próximos dias. De acordo com algumas fontes, o setor tem seguido em baixa devido a queda nas cotações do minério de ferro na China., registrando quedas de mais de –2,00% a tonelada. São registradas 04 sessões de quedas consecutivas no setor com baia demanda.

As ações da PETR3 cotada a R$14,55 (-0,89%), PETR4 cotada a R$13,21(-1,05%) às 14:25, também seguem em um cenário negativo, após um breve momento de alta no ínicio do pregão, revertendo agora nessa tarde.

Para análise técnica, a PETR4  no curto prazo e longo prazo, encontra-se em clara tendência de baixa, marcando topos e fundos descendentes. Ainda não mostra sinal de reversão no movimento, apresentando fraqueza para tentar uma superação de topo em R$13,64, não apontando risco x ganho propício para operações no momento. È possível verificar ainda possibilidades de quedas nesse pregão que poderão acentuar ainda mais após uma confirmação de rompimento entre a casa dos R$12,26, fundo mais próximo da linha de tendência atual no curto prazo.

O setor bancário quanto aos resultados na bolsa passam por um momento de pressão hoje. A alta registrada no começo da semana de BBAS3 (Banco do Brasil), ITUB4(Itaú), BBDC3, BBDC4 e (Banco do Brasil) deve-se ao vencimento das opções de ações e aos movimentos de investidores zerando suas posições vendidas.

No pregão de hoje verificamos queda sendo BBAS3, R$22,67(-2,33%),  BBDC4, R$27,93(-1,27%),  ITUB4, R$34,07(-1,45%).

Conforme comentado pelo diretor de relações com investidores do Itaú, Marcelo Kopel o cenário econômico para 2015 será marcado por dificuldades, coma a possibilidade de inadimplencias nos próximos meses. Esse panorama de dificuldades deverá atingir a maior parte dos segmentos da economia sem excessões, levando em conta os momentos de instabilidade política e de insegurança frente ao mercado.Levando em conta a situação, o banco tem adotado como estratégia o aumento nos fundos, evitando um desequilíbrio no spread bancário

Comentários